reflexões de uma gestante

Apesar de começar tarde (30 semanas das 40 previstas de gestação) queria registrar aqui algumas impressões sobre essa experiência quase extra terrestre que é gerar um filho (no meu caso uma filha). Quem sabe depois dela nascer mudo o nome para "reflexões de uma mãe de 1ª viagem" e continuamos trocando idéias....

08 setembro 2006

Retrospectiva

Pronto. Taí minha retrospectiva. Afinal, eu faço balanço de ano novo, porque não faria um balanço da minha gestação? Vamos olhar por esse ângulo: tem quase um ano que essa menina tá aqui e eu soube disso no dia 04 de janeiro. Então pronto: tá antecipado o balanço de 31 de dezembro!

Apesar das minhas reclamações e mau humores minha gravidez foi sensacional até aqui. É claro, a gravidez tem lá suas limitações, cobra seus preços e traz alguns desconfortos, mas eu não posso reclamar não.

Passei muitíssimo bem e meus exames e o da minha pequena todos até agora deram ótimos resultados. Não tive enjôo, anemia, hemorróida nem dor nas costas. Trabalhei todos os dias e só tiveram dois dias que cheguei um pouco mais tarde porque estava indisposta de manhã.

Tive muita azia mas o bendito Mylanta resolveu; tive cãibras, mas a banana e a água de coco resolveram, engordei pra caramba, mas eu espero que a dieta correta e a amamentação aliados a boas sessões de drenagem linfática e exercícios resolvam!

Meu marido então não gosto nem de falar, que é pra não atrair olho grande (sai pra lá que o nego é meu ninguém tasca eu vi primeiro)! Mas tenho que ser justa, e pra ser justa tenho que fazer a propaganda. Ele foi show! Atencioso,cuidadoso, carinhoso, paciente, companheiro. Não tenho a menor dúvida de que vai seu um pai do mesmo jeito. Ponto pra mim, ponto pra Laís.

Olha, vou dizer uma coisa aqui (abre parenteses) eu admiro muito a mulher que tem coragem de levar um projeto como esse sozinha. Seja lá porque motivo for. Tem que ter muito peito mesmo(fecha parenteses). Se eu posso dar algum conselho aqui é que você tenha nesse momento alguém bem próximo e presente, mesmo que não seja o pai da criança. Tenha uma fiel escudeiro a postos para dividir as alegrias e as angústias, as coisas engraçadas e os mau-humores, os medos e os alívios. Não importa se esse alguém é sua mãe, seu pai, seu chefe, um amigo ou uma amiga. Apenas se certifique de ter essa pessoa!

Emocionalmente a gente fica mesmo oscilando. Acho que tive uma montanha russa de emoções, mas nada que não fosse esperado ou que não fizesse parte do contexto.

A pior experiência foi ter que dar a Pérola. Pra quem não sabe Pérola era minha gata, estava comigo há 8 anos e só quem me conhece mesmo sabe o quanto foi difícil pra mim esse momento. Ainda estou trabalhando isso na minha cabeça, não gosto muito de falar no assunto. O fato é que a Pérola ficou enciumada (não é brincadeira não gente) e começou a mudar o comportamento que sempre foi doce. Primeiro começou a não utilizar a caixinha e depois eu não podia deixar a porta do quarto da Laís aberta que ela ia lá e fazia xixi em cima de alguma coisa. Por fim, quando vi ela avançando pra uma criança que esteve em minha casa e que nem ameaçou chegar perto dela tive que tomar uma atitude. Da qual não me orgulho nada. Choro de saudade até hoje e ainda vou chorar um tempo, mas não podia esperar ela avançar pra minha filha.

Agora é só expectativa. Sei que está acabando até porque o médico hoje me avisou que se ela não sair vai ter que marcar logo cesária pois é perigoso passar muito do tempo e minha "baby saura" não quer saber de sair do seu ovinho.

A essa altura não tenho medo nem de parto normal e nem cirúrgico. Não tenho medo algum, só uma vontade enorme que essa fase termine logo. Curti muito mesmo minha gravidez. Amei ser mimada, ficar na fila preferencial e fazer os exames de ultra-som. Adorei cada resultado de cada exame mesmo os que não são legais de fazer porque tenho certeza que minha pequena é uma bebê saudável e fortona, graças a Deus.

Agora tá na hora de cruzar de vez o Portal para a outra dimensão. Estou me sentindo mesmo assim como quem vai entrar numa nave espacial e partir para outro planeta.

Depois eu conto pra vocês como é lá em marte!

2 Comments:

At 2:11 PM, Blogger Tita said...

Karenzita,
Acabei de saber do nascimento da Laís. A titia bailandesa está feliz da vida e espera conhecê-la em breve.
Muita sorte, felicidade, amor, carinho e tudo mais de bom que houve nesse mundo.

Bjs
Cla

 
At 12:15 PM, Blogger Maricota Expecting said...

Karenzinha, sei que vc vai demorar pra se conectar ao mundo virtual ate pq vamos combinar né seu mundo real deve estar muuuito mais emocionante.

Nao pude ir na maternidade te visitar vou esperar algumas semanas pra conhecer a Lais na sua casa ta??

bj grande

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home