reflexões de uma gestante

Apesar de começar tarde (30 semanas das 40 previstas de gestação) queria registrar aqui algumas impressões sobre essa experiência quase extra terrestre que é gerar um filho (no meu caso uma filha). Quem sabe depois dela nascer mudo o nome para "reflexões de uma mãe de 1ª viagem" e continuamos trocando idéias....

06 setembro 2006

Sexo e gravidez

Recado: Pai, se você ainda estiver acompanhando meu blog, vai preferir pular essa parte. Volta outra hora, tá?

Todos os livros e revistas e matérias na internet dizem a mesma coisa: desde que o médico não tenha restringido por algum motivo específico, sexo é bom, e a gente gosta e pode fazer em qualquer época da gestação.

Não, não machuca o bebê. Não, não machuca a mãe, não, o bebê não sabe do que se trata e por aí vai.

Andei fazendo minhas pesquisas informais por aí. Gravidez nenhuma é igual a outra, mas quase de uma forma geral, o comportamento sexual de uma gestante é (reforçando: pra tudo nessa vida tem exceção)!

Em resumo podemos dividir o comportamento sexual da grávida em 3 fases:

1º trimestre- temos sono, cansaço, (algumas tem enjôo) e o sexo sempre pode ficar pra amanhã. Temos medo do aborto espontâneo. Sabemos que é seguro, sabemos que não acontece (o médico garantiu) mas dá medo mesmo assim, melhor não arriscar. E esse soninho é tããão bom, a gente sabe que depois nunca mais vai dormir bem mesmo, então vamos aproveitar agora pra dormir...

Dica:se você se sente exatamente assim e já está deixando seu companheiro a ver navios, reconsidere. Faça um esforço agora. Eu garanto, você vai sentir falta desse período muito em breve. Além disso, há a explicação científica: com a gestação o volume de sangue correndo no corpo aumenta em 50% logo nas primeiras semanas e a irrigação da região genital aumenta o que também, digamos assim, “cria novas dimensões para o sexo”. Curtiram essa? Então vamos à luta! Namorem já, pra não se arrepender depois!

2º trimestre - não temos mais tanto sono, não temos mais tanto cansaço e a barriga ainda não atrapalha. Como já estamos grávidas e não precisamos pensar nisso, ainda ficamos menos preocupadas, o que é ótimo. Esse período nos livros é chamado de “trimestre de ouro”, e não é pra menos. A gente já deu uma leve habituada com as mudanças hormonais e com sorte (eu tive), elas continuam acontecendo e elevam sua libido a um ponto que você com certeza não imaginou que alcançaria durante a gravidez.

Dica: Continue aproveitando minha filha. Dê, mas dê muito mesmo. No final desse trimestre a barriga já limita alguns movimentos e já começa a atrapalhar um pouco mas com boa vontade e criatividade vocês vão se divertir buscando novas possibilidades. Eu garanto, você vai sentir falta desse período muito em breve (eu sei, já falei isso ali em cima. Não foi distração, foi pra dar ênfase mesmo)!!

3º trimestre- É o cão chupando manga. A barriga deu um salto e agora é enorme. A gente sente dor em tudo que é lado. Algumas tem dor na lombar (aleluia, eu não tive), algumas tem hemorróida (aleluia de novo, amém Senhor), no meio da parada a gente sente aquela maldita câimbra e acha paciência e dedicação!!!

Dica: algumas privilegiadas ficam com uma barriguinha pequena até o final e acaba que fica tudo bem. Não foi meu caso (vocês lembram da minha foto alguns posts atrás). Eu estou imensa. Vou contar o que eu fiz. Transformei um velho slogan do Neston em meu mantra assim que a situação ficou complicada e meu marido passou a andar pela casa com cara de cachorro que caiu da mudança. O slogan era “Existem mil formas de preparar Neston. Invente a sua”. E mais, não preciso dizer né?

1 Comments:

At 7:57 AM, Blogger Tita said...

Hahaha. Que saber?! Desculpa Wil, mas amei o post!!! Acho que seu blog ainda vai virar livro Karenzinha.
Bjs, boa sorte e estou ã espera de notícias..

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home